Bom depois de quase 25 anos no meio hípico do Brasil, passando por alguns estados, várias hípicas e tendo competido várias provas, estava na hora de experimentar e aprender algo novo.

Ninguém nunca sabe de tudo e não existe apenas uma maneira de se fazer as coisas.

Sempre, quando eu via os cavaleiros americanos montando, dava para perceber que a equitação era bem diferente dos outros, eles quase nunca se sentam na sela, sempre fiquei meio intrigada com isso, então este ano resolvi passar um tempo na California para realmente aprender.

Um choque, tudo, literalmente tudo diferente.

No Brasil estamos acostumados com o salto e o adestramento, pronto, aqui não, eles começam pela equitação, depois vem os “hunters” e só aí que chegamos no salto ou adestramento.

Thaty USA 1
Thaty USA

Mas e aí, o que muda?

Muita coisa, temos que começar por partes, no tempo que estou aqui ainda não foi o suficiente para aprender tudo, é um mundo totalmente novo e diferente, e as provas, meu Deus, muito complicado, mas vou tentar explicar, acho.

– Equitação, para nós no Brasil é apenas aprender a montar, para eles aqui é uma modalidade, com 5 categorias de provas.

– Tem as provas na guia, para crianças pequenas.

 – Passo e trote; que envolve o trote sentado, elevado e as vezes a posição de equilíbrio, o passo normal e passo de trabalho, o alto e círculo.

Essa categoria pode ser disputada de duas maneiras, na série rédeas curtas e na série rédeas soltas.

Nessas categorias todos os conjuntos entram na pista ao mesmo tempo (em média 15 conjuntos), o juiz vai dizendo o que tem que ser feito e vai avaliando.

O resultado sai logo na hora que acaba a prova, onde todos se alinham de costas para o júri e ele vai anunciando as posições.

– Passo, trote e galope: nesta prova junta-se todos os elementos da prova anterior mais o galope, que tem que estar na mão correta e o cavalo perfeitamente cadenciado.

Também tem a prova com rédeas curtas e longas.

Cada concorrente pode participar da prova tanto de rédeas longas quanto curtas, quando tem muitos concorrentes, eles separam os grupos e no final faz-se uma rodada só com os melhores para definir o vencedor geral.

– X, que nada mais é do que quatro x, dois de um lado e dois do outro, as vezes com 5 lances entre eles.

Você entra na pista e pula duas vezes os quatro “obstáculos” eles procuram os lances e cadência perfeita, por isso que se faz a pista duas vezes na sequência.

Quando todos já fizeram para um lado (por exemplo para a esquerda) muda-se para o outro lado, e faz tudo de novo.

Ganha quem for mais consistente no “percurso”.

Aí tem a premiação do percurso da direita e da esquerda. 

Esta prova pode ser feita ao trote ou ao galope, mas precisa permanecer na andadura que escolheu durante o percurso inteiro, se não perde pontos.

– Hunters, aí que pega, as pistas não têm numeração nos obstáculos e você não pode entrar na pista para reconhecer.

Para reconhecer a pista, apenas pelo croqui.

A posição do cavaleiro é galope esporte apenas (não pode se sentar na sela) e o cavalo tem que estar cadenciado e as distancias tem que ser curtas, na teoria o cavaleiro não deve mexer nas rédeas para alterar a velocidade.

Dependendo da prova tem um “teste” no meio dela, onde o cavaleiro após o salto tem que parar o cavalo, as vezes esperar alguns segundos, outras vezes recuar, depois pegar o trote e saltar o próximo obstáculo ao trote.

Tudo é avaliado, e vence quem fizer melhor. Em algumas provas você tem uma rodada de aquecimento antes da rodada oficial que é julgada.

Agora um ponto extremamente importante em ambas as provas, tanto os cavalos quanto os cavaleiros têm que estar impecáveis, isso faz parte da pontuação.

Para os cavalos, não pode ter pelos longos, bigodinhos, tem que estar trançados crina e rabo. Os cavaleiros, botas limpas e ajustadas, casaca ajustada (eles pegam muito no pé disso) e para as meninas rede no cabelo para que fique perfeito, as vezes as crianças pequenas usam tranças com laços enormes.

Ainda não entendi quais são os critérios de quem pode ou não participar de qual categoria, sei que um concorrente pode participar de várias provas, tanto na equitação, x e Hunter, então é comum você ver concorrentes com umas 5 escarapelas por dia.

Mas aí é uma coisa que ainda tenho que aprender e me perco muito mesmo, é muita coisa e tudo muito diferente.

Última coisa, que é a que me deixou mais confusa, a equitação e os hunters montam com o corpo mais arqueado e mais a frente no trote e no galope mal tocam a sela. E isso é um ponto muito importante para eles.

Já as provas de salto e adestramento são basicamente a mesma coisa, mas, porém, entre tanto, toda via, com tudo… por eles terem essa base diferente da nossa, você vê muito conjunto de salto montando como Hunter, agora se isso é uma boa coisa ou não, é o que estou querendo aprender ainda.

Enfim, para mim se abriu um novo mundo, que ainda não consegui aprender por completo, vim para conhecer e aprender, mas ainda tenho um longo caminho pela frente, eles vivem tentando me ensinar como saltar como Hunter… Quem sabe eu ainda aprenda, mas assim que eu conseguir entender mais, volto aqui para contar, por agora, o aprendizado continua.

Brasil x USA, aprendendo a montar
Thaty VidalSpurAryBotas